domingo, fevereiro 11, 2007

SÓ ME RESTA CHORAR... SERÁ?????

Acabei de ler a revista Veja desta semana e não me contive, fui às lagrimas.Acho que todos sabem a que me refiro.

Mas será que só nos resta chorar?

Meu coração diz que preciso fazer algo, mas o quê? Sinto-me como alguém que está perdido na escuridão, com uma mágoa muito grande no coração e não sabe para que lado deve correr.

Minhas amigas, desculpe levar esse desabafo até vocês, mas senti que não podia calar-me.

A culpa é minha, é nossa que somos pacíficos demais e irresponsáveis a ponto de não cobrarmos de nossos eleitos atitudes mais condizentes com o que pensamos, com o que precisamos. As leis e políticos que temos são frutos de nossas atitudes. Precisamos nos levantar de nosso sofá macio e abrir a porta de nossa casa quentinha e ir cobrar de nossos funcionários (afinal nós pagamos impostos e decidimos o processo seletivo então são nossos funcionários) que façam o serviço direitinho, assim como cobramos de nossos subordinados mais diretos (em nosso emprego, em nossa empresa ou em nossa casa).

Acho que chegou a hora de dar um basta. Deixarmos de ser bobinhos e passarmos a ser realmente bonzinhos. Existe uma diferença se é que me entendem.

Já não chega educar nossos filhos. Precisamos fazer valer a coersão social para moldar as atitudes do mau para que o bom possa andar na rua sem medo, e poder voltar para casa, e aí sentarmos tranquilamente em nosso sofá macio, assistirmos à novela das oito em paz, com a janela aberta e sem sustos.

Já li muito que devemos parar de construir presídios e devemos construir escolas.

Penso que deveríamos construir escolas dentro dos presísidos, além de constrí-las aqui fora também. E sempre, cobrar de nossos funcionários, como eu disse estamos pagando-os muito bem.

Não devemos tratar a violência com violência e sim tratar os humanos como humanos, com o respeito que merecem, embora alguns devam ser privados da liberdade para que a liberdade do outro seja respeitada.

Desculpem-me mais uma vez, mas sou mãe e avó e preciso fazer algo, repito, não sei o que a não ser fiscalizar os funcionários que escolhi, e que pago muito bem. Não são meus patrões e sim meus funcionários e como tais terão que agir.

Um beijo e me ajudem a pensar, a agir, só pensar positivo já não basta.

Beijos
Postar um comentário