sábado, fevereiro 03, 2007

GRÁFICOS DE CROCHÊ

Esta semana recebi pedidos de muitas colegas que estão iniciando-se nas artes do crochê e querem dicas de como seguir gráficos.

Um dos sites mais completos que já encontrei é o da Coats Corrente que mostra todos os sinais que utilizamos para seguir um gráfico. Quero deixar bem claro que só indico este site porque é nele que venho tirar minhas dúvidas mas você poderá encontrar outros como Pingouin, Círculo, etc.

A dica é fazer um trabalho bem pequeno e bem fácil para aprender e depois do primeiro trabalhinho pronto não tem mais barreiras, qualquer trabalho você faz. O importante é saber fazer o ponto e identificá-lo na tabela.

Para começo, procure um projeto que utilize apenas os pontos básicos correntinha, ponto baixo, ponto alto. Veja no gráfico quantas vezes o símbolo se repete e você deverá fazer o número de pontos correspondentes. Exemplo: se tiver 5 cruzinhas (ponto baixo), você deverá fazer 5 pontos baixos.


E como identificar os pontos que você já sabe fazer mas ainda não sabe o nome?

Novamente vamos ao site da Coats Corrente e ali encontraremos o nome, o símbolo e principalmente como é feito o ponto.

E aqueles grupos de pontos que formam os chamados pontos fantasias?

Mais uma vez a Coats Corrente vai nos auxiliar.

Desafio: Vamos fazer esta florzinha?

Não vamos fazer a toalha, esqueçam a sianinha, vamos fazer apenas a flor de crochê e depois, que tal fazermos 8 flores, uni-las (4 para a frente e 4 para o verso), forrar e fazer uma bolsinha para carregar sua maquiagem? Para forrar veja a explicação da Rosi do Blog O Fio da Meada.


Um Gráfico é composto de:

Legenda: Onde aparecem os símbolos e o nome de cada ponto.

Diagrama: É o desenho do gráfico.

Execução: É o modo de fazer, também chamamos de receita.

Pode ser que não estejam especificados com estes nomes, mas você irá encontrá-los.

O segredo é ler bem a receita, identificar quais os pontos que serão utilizados, veja qual é o símbolo de cada ponto que você vai utilizar e aí mãos à obra.

Na florzinha que faremos o gráfico começa com 5 correntinhas.


Depois é só me contar se deu certo e aí comemorarmos. Se não deu, vamos tentar novamente porque para aprender o crochê, primeiro temos que aprender a perseverança, não desistir nunca. É só perguntar para as experts quantas vezes elas já tiveram que desmanchar algo até que o projeto ficasse certinho.

Vamos lá?

Postar um comentário